13Jun
By: admin Ligado: Junho 13, 2019 In: Uncategorized Comments: 0

Quando se fala em Harley-Davidson, a gente normalmente pensa em motos grandes, com roncos poderosos e aquele estilo todo próprio que consagrou a marca. Mas e se eu te contasse que no início da década de 60, a H-D lançou uma scooter pequenininha, com motos de 165 cc, você acreditaria?

Parece piada, mas não é: a Harley-Davidson Topper existiu de verdade. Ela começou a ser fabricada em 1959, e continuou no mercado por cerca de 5 anos. Com algumas peças feitas de aço estampado e tampa do motor feita de fibra de vidro, esta “motinho” fez algum sucesso, e até hoje é muito cobiçada por colecionadores.

O “motorzinho” de um cilindro e 165 cc funcionava a base de uma mistura de álcool com gasolina, mas tinha um problema: superaquecimento. Acontece que o primeiro modelo da Topper não tinha sistema de arrefecimento, de modo que rodar muito podia esquentar demais a coitada.

Claro que a H-D tratou de resolver esse problema: quando revisou o design da scooter, em 1961, a cabeça do motor e a corrente da transmissão foram revistas. Neste ano, inclusive, a categoria ganhou uma subdivisão: foram lançadas a Topper H, mais potente, e a Topper U, que podia até mesmo ser guiada sem carteira de habilitação!

No vídeo abaixo, você pode ver um sujeito testando um Topper 1962 totalmete reformada:

Mas por que diabos a Harley-Davidson fez uma scooter?

Questão de mercado: no final dos anos 50, os Estados Unidos começaram a ser invadidos por motocicletas japoneses. Leves, compactas e consideravelmente mais baratas, as scooters nipônicas logo caíram no gosto do público, pois eram uma alternativa viável para quem só queria rodar na cidade.

Um anúncio de jornal da época, apresentava a Topper 1961

Já discuti aqui no blog como uma marca não pode ficar parada no tempo, e com a Harley-Davidson nunca foi diferente: a Topper foi a resposta deles à popularização das scooters. Mesmo hoje, a marca segue interessada em acompanhar tendências, e recentemente apresentou a LiveWire, sua moto elétrica.

O fato é que ali por 1965, o interesse do público nestas “motinhos” diminuiu, e a H-D encerrou a produção da linha Topper. A marca nunca mais voltou a produzir algo do tipo, o que tornou as Toppers remanescentes artigos de colecionador bastante valorizados.

Diz aí: o que você acha da Harley-Davidson Topper? Rodaria em uma dessas, ou prefere se manter nas confortáveis e (muito mais) estilosas motocicletas de linhas como Softail, Touring e Sportster?

P.S. Lembrando que temos muitas delas em excelente estado a venda aqui na 1903 Motorcycles, venha conferir!

Share This:

Trackback URL: http://club1903motorcycles.com.br/blog/2019/06/13/conheca-harley-davidson-topper-primeira-unica-scooter-marca/trackback/