21Mar
By: admin Ligado: Março 21, 2019 In: Uncategorized Comments: 0

Foram quase quatro meses. Para ser mais exato, 115 dias em que Ana Pimenta, 52 anos, e Ana Sofia de 48, percorreram 28 MIL quilômetros a bordo de suas Harley-Davison. De Porto Alegre a Milwaukee (EUA), as duas mulheres cruzaram estradas brasileiras e estadunidenses. A causa disso tudo foi além da paixão pelo ronco do motor e ganhou uma nobre motivação: a saúde feminina.

Durante a viagem, as “Anas” selecionaram, cuidadosamente, 115 pontos de paradas. O objetivos das duas mulheres era passar por 115 concessionárias da H-D até chegar à festa de aniversário da marca que aconteceu em sua cidade-sede, Milwaukee, no final de agosto do ano passado. Ideia melhor, desconheço.mulheres-1903-motorcycles-curitiba

Mas, de onde veio a ideia dessas mulheres para tamanha aventura?

Bom, tudo tem que ter um motivo. Ana Sofia conta que a atração por motos sempre existiu. Quando estudou na Califórnia, havia uma loja da H-D perto dos lugares que frequentava, então, começo a visitar a concessionária e a paixão foi inevitável.

Já para Ana Pimenta, a paixão pela marca começou na adolescência. Quando viu uma matéria de jornal que falava sobre o estilo de vida dos adeptos da H-D, que inclui o jeito de se vestir e o discurso de liberdade, a história de amor já começou dali mesmo. E nada foi em vão: sua vida é tão aos motores que além de ter trabalhado em lojas de motos, hoje ela tem sua.

E foi em São Paulo, no ano de 1996 que as duas Anas se conheceram. Coincidentemente, no estabelecimento em que Pimenta trabalhava, quando Sofia ia foi comprar uma H-D para a mãe. Mal imaginavam que ali nascia uma parceria que renderia muitas aventuras. As duas já rodaram por lugares como Atacama, Cuba e Argentina. Além do mais, também trabalham juntas com mototurismo.

O marco mesmo da amizade das duas foi mesmo o “The Ride 115”, que nada mais que o projeto de percorrer 115 concessionárias H-D até chegar à festa de aniversário de 115 anos da marca em Milwaukee. E tudo isso por um nobre motivo: Ana Sofia queria comemorar dez anos de término da quimioterapia.mulheres-1903-motorcycles-curitiba

Hora de cair na estrada!

Os preparativos duraram cerca de um ano. O primeiro imprevisto que as duas tiveram de lidar foi a greve dos caminhoneiros nas proximidades de Curitiba. Além disso, também houve oscilações nos termômetros que variaram entre os -3°C na Serra do Rio do Rastro, em Santa Catarina, e 45°C nos territórios de deserto em Nevada, nos EUA. Para completar, na volta teve um furacão na Carolina do Norte.

mulheres-1903-motorcycles-curitiba

Para fazer jus a causa da viagem, as Anas distribuíram pulseiras do Outubro Rosa para pessoas que sofreram/ sofriam de câncer ou para aquelas que perderam alguém da família por causa da doença. Inclusive, em uma das concessionárias que visitara, uma vendedora que as recebeu começou a chorar, pois naquele dia havia recebido naquele dia a notícia de que sofria da doença.

Apesar dos imprevistos, a experiência foi incrível. Lugares pouco conhecidos foram foram desbravados. A dupla, aliás, pernoitou também em um hotel em que o famoso bandido Butch Cassidy costumava se hospedar. Sem dúvidas, essas duas mulheres voltaram pra casa com muita bagagem e um sonho realizado.

Share This:

Trackback URL: http://club1903motorcycles.com.br/blog/2019/03/21/duas-mulheres-suas-motos-aventura/trackback/